PALATINOSE: Guia completo de como utilizar este suplemento

A palatinose, que também pode ser chamada de isomaltulose, é um carboidrato totalmente digerível formado por glicose e frutose, ou seja, uma sacarose. Ela é derivada das fontes de sacarose, como o mel e o extrato da cana-de-açúcar, porém a comercialização é feita a partir da extração na beterraba. Continue lendo

imagem ilustrativa de potes de suplemento de palatinose (isomaltulose)

Considerado um carboidrato inteligente, a palatinose (Isomaltulose) fornece energia por muito mais tempo e é recomendada para praticantes de atividades físicas.

Os carboidratos simples já deixaram a dieta de muitas pessoas, especialmente aquelas que estão cuidando da saúde e praticam exercícios físicos. Muitos estão em busca de novas fontes de energia mais saudáveis para a prática de atividades físicas, principalmente quando o assunto é corrida.

Já indicamos a palatinose como um ótimo suplemento para ajudar nos treinos.

A isomaltulose é hidrogenada para produzir isomalte , um carboidrato minimamente digerível que, como a fibra dietética, é fermentado no intestino grosso ou cólon em ácidos graxos de cadeia curta . O isomalte é utilizado como substituto do açúcar , por exemplo em doces e confeitos sem açúcar.

O que é Palatinose

A isomaltulose é um carboidrato dissacarídeo composto de glicose e frutose . A glicose e a frutose são ligadas através de uma ligação alfa-1,6-glicosica (nome químico: 6- 0 -α- D -glucopyranosyl- D -fructose). A isomaltulose está presente no mel e em extratos de cana-de-açúcar. Tem um sabor semelhante ao da sacarose (açúcar de mesa) com metade da doçura. 

A isomaltulose é também conhecida pelo nome comercial Palatinose, que é fabricado por rearranjo enzimático (isomerização) da sacarose do açúcar de beterraba . A enzima e sua fonte foram descobertas na Alemanha em 1950, e desde então seu papel fisiológico e suas propriedades físicas têm sido estudados extensivamente.

Palatinose tem sido usado como uma alternativa ao açúcar nos alimentos no Japão desde 1985, na UE desde 2005, nos EUA desde 2006, e na Austrália e na Nova Zelândia desde 2007, além outros países em todo o mundo. 

Métodos analíticos para caracterização e ensaio de isomaltulose comercial são estabelecidos, por exemplo, no Food Chemicals Codex . Suas propriedades físicas se assemelham muito às da sacarose, facilitando o uso em receitas e processos existentes.

Para que serve a Palatinose

Ao contrário da maltodextrina que, apesar de ser um carboidrato complexo, possui elevado índice glicêmico, a palatinose não permite a promoção de altas taxas de açúcar na corrente sanguínea. Ele também possui baixo índice insulinêmico, ou seja, não permite que se forme uma elevada concentração de insulina no organismo.

Outro ponto positivo é que ela consegue queimar mais gordura durante a atividade física do que qualquer outro carboidrato. Você consegue ter vários produtos em apenas um e com excelente qualidade.

  • Maior absorção: um estudo realizado com seres humanos e divulgado no Jornal Britânico de Nutrição mostrou que a digestibilidade de 50 g de palatinose ficou entre 95,5 a 98,8% e a absorção aparente teve o intervalo de 93,6 a 96,1 % independentemente da natureza dos alimentos. Ou seja, qualquer alimento que contenha esse açúcar, seja bebida ou comida, terá uma grande taxa de absorção pelo organismo.
  • Energia por mais tempo: explicando melhor esse benefício da palatinose, a grande sacada aqui é que esse açúcar é absorvido cerca de 4 a 5 vezes mais lentamente do que a sacarose. Isso acontece porque a ligação entre as moléculas de glicose e frutose é muito forte e leva um certo tempo para ser quebrada.
  • Oxidação da gordura: a palatinose consegue fazer algo que nenhum outro carboidrato faz mesmo com a mesma quantidade de calorias que é de 4 kcal/g. Ela aumenta a utilização, pelo nosso organismo, de gordura como fonte de energia fazendo o metabolismo do tecido adiposo aumentar.

Proporciona as mesmas calorias que a maioria dos outros açúcares, mas possui a vantagem de ser digerida e absorvida mais lentamente quando comparada a outros carboidratos. Dessa forma libera glicose de maneira mais equilibrada evitando picos glicêmicos. Para os músculos e o cérebro, isto significa um fluxo constante de energia.

Por conta dessas características, a palatinose é recomendada tanto para quem quer emagrecer quanto para praticantes de atividade física e atletas:

  • Para quem precisa emagrecer: seu uso é interessante porque ela tem a capacidade de reduzir a fome e a necessidade de consumir açúcar. Também promove uma maior utilização da gordura corporal como fonte de energia durante a atividade física.
  • Para os praticantes de atividade física e atletas: o consumo é vantajoso porque contribui para retardar a sensação de fadiga e por fornecer energia de forma contínua e duradoura.

Como Utilizar a Palatinose

Engana-se quem pensa que só porque é um alimento de qualidade, é ruim. É muito comum ter essa visão, mas no que diz respeito à palatinose, ela não é verdadeira. Esse açúcar consegue ter um poder adoçante maior do que a sacarose. Enquanto esta possui 10% de ação adoçante, aquela tem 50%.

Para aumentar o tempo de energia para determinado exercício, você deve ingerir cerca de 15 g por porção, ou seja, se vai tomar alguma bebida como um suco, por exemplo, deve ingerir de uma só vez as 15 g nele. Já para acelerar a oxidação da gordura, a quantidade recomendada é de 18 g por porção. Não há um horário ideal para ingerir esse açúcar, podendo ser consumido no café da manhã e no almoço sem restrições.

Observação: por ser um carboidrato de baixo índice glicêmico, a palatinose pode ser utilizada por diabéticos, desde que dentro de um plano alimentar adequado.

Benefícios da Palatinose

O principal beneficio da palatinose é trazer um nível constante de glicose para o sangue durante um grande período.

  • Uma boa maneira de fornecer energia
  • Promove energia por periodos prolongados
  • Melhora performance esportiva
  • Promove maior queima de gordura
  • Protege os dentes
  • Ajuda no controle de glicemia

Efeitos Colaterais do uso de Palatinose

Faz mal, tem efeitos colaterais?…

A Palatinose é um carboidrato seguro, e por conta do seu índice glicêmico baixo, pode até mesmo ser usado por indivíduos com diabetes tipo II.

Não existem efeitos colaterais registrados para o uso da Palatinose, no entanto, seu uso deve ser encaixado no contexto do plano alimentar prescrito pelo nutricionista para que os resultados desejados sejam alcançados. Uma curiosidade é que a Palatinose não é processada na boca, então ela é um “açúcar” que pode ser consumido sem preocupação com cáries ou com a formação de placas bacterianas